sábado, 7 de junio de 2014

(Portugues). "É tempo de Kuthumi". Canalizado através de Marisa Calvi (AZ)


"É tempo de Kuthumi"

Gravado no Valentine’s Day (Dia dos Namorados)
14 de Fevereiro de 2014

Fonte: www.AwakeningZone.com - Copyright: CrimsonCircle.com


Apresentando Kuthumi Lal Singh canalizado através de Marisa Calvi, assistida por Joep Claessens

Esta canalização foi originalmente transmitida em broadcast pela www.awakeningzone.com
Para ouvir o áudio do show, por favor, acesse http://www.awakeningzone.com/Episode.aspx?EpisodeID=2834


Marisa e Kuthumi ficam satisfeitos que esta canalização seja traduzida e compartilhada, contanto que não haja cobrança em dinheiro ou taxa e os devidos créditos sejam dados à fonte.



© Marisa Calvi 2014





KUTHUMI: Namasté. Obrigado Joep por esse belo cenário de energias para ajudar às minhas energias chegarem tão perto e de forma tão agradável.

E sou Kuthumi. Eu Sou o Que Eu Sou, aqui e agora, com muito amor por mim mesmo, e isso é tão bom quanto parece. Bem aqui, bem agora. Sem passado, sem futuro. Apenas este momento.

Neste momento, para oferecer a mim mesmo o amor absoluto a tudo o que eu sou, a tudo o que eu tenho sido e serei, mas sabendo que nada é tão importante quanto o que eu sou justo aqui, justo agora, não importa com o que isso se pareça, sinta ou que cheiro tenha (ele ri). Isto é tão bom quanto parece.

Este é o amor-próprio neste belo dia em que se celebra o amor. E eu sei que muitos de vocês aproveitam este momento para celebrar seu amor-próprio. Muitos de vocês estão fazendo um belo trabalho ao abraçar o amor por si mesmos. Você sabe que essa é a chave para sua iluminação. Aceitar tudo o que você é, agora, e amar isso no núcleo de seu ser.

Isto está além da palavra amor, do jeito que vocês a conhecem como humanos. Isto abrange aceitação, compaixão e permissão. Sim! Isso é o que vamos fazer hoje. Tomemos esta palavra de quatro letras, esta pequena palavra de quatro letras. Façamos ela um pouco maior.
Você sabe como amar a si mesmo e o que este amor pode envolver. E esta é a alegria de viver sua ascensão agora. Não é apenas sobre dizer: “Sim eu sou iluminado” e sê-lo no momento que o raio ilumina. É sobre estar aqui e dizer: “Eu quero mais. Eu quero mergulhar mais profundamente. Eu quero que esta conexão cresça e se expanda além de tudo que minha mente e meus sentidos possam compreender”. E, também, você pode fazer isso com o seu amor-próprio.
Assim, muitos de vocês sabem que amor por si mesmo não é … Eu não quero dizer a palavra “errado”. Isto soa velho, não é mesmo? Mas não é algo de que se tenha vergonha. E está tudo bem nestes momentos em que você se esquece de sobre o que é isso, porque, daí você tem a alegria de retornar a isso. Você tem a alegria de dias como este – 12/02/2014 [No Brasil, 12/06/2014]. Um belo número criado para simplesmente dizer que é o dia em que você realmente pode focalizar o amor. Meu amor-próprio. Compartilhar meu amor com outros. Compartilhar até mesmo o amor que está sangrando. Que maravilha. Tomar um momento para simplesmente dizer como é maravilhoso que exista esta coisa chamada amor.
Imagine um mundo sem amor. Imagine a si mesmo, constantemente, em auto julgamento, sem nenhuma trégua, sem nenhuma compaixão ou aceitação ou permissão. E isso não é muito difícil de imaginar, porque a maioria de vocês gasta anos aqui. Então, eu não estou realmente pressionando a imaginação de vocês aqui. Você esteve aqui. Você fez isso (ele ri).
Mas, como é maravilhoso dizer que agora eu posso estar numa vida de amor e aceitação, com absoluta compaixão por tudo o que tenho escolhido experimentar e o que eu vou experimentar.
Então, sim, vamos celebrar o amor hoje, mas vamos celebrar o fato que nós criamos até o amor para existir aqui neste reino.
Sim, porque o amor não precisa existir em qualquer outro reino. Não há palavra para amor nos reinos cristalinos. Bem, não há palavras nos reinos cristalinos, o que é uma espécie de habilidade, porque não há palavras para nada (ele ri). Está aqui, na densidade da 3D, com a beleza da dualidade, para nos dar a mais rica experiência que todo este conceito de amor chega, para lembrar você de sua magnificência, para lhe mostrar as profundezas que você pode ser, para lhe lembrar que você é absolutamente incrível como você é agora.
Então, hoje, vamos celebrar a criação do amor. Vamos celebrar a criação do amor e vamos tomar profundo sim para dizer sim a experimentar isso. Esta é parte divertida da vida agora. “Sim, eu criei isso. Agora eu experimento isso. Sim, eu criei dualidade. Agora eu experimento isso. Mas, agora, eu experimento isso com consciência da parcela disso que eu desejo na minha realidade”.
Respire com isso. Eu Sou o que Eu Sou bem aqui, bem agora em muito amor com eu mesmo, tão bom quanto isso possa ser. Eu Sou o que Eu Sou bem aqui, bem agora, maravilhado com tudo o que eu criei. Eu celebro toda a realidade da qual eu tomei parte ao criar e agora eu vou brincar com a experiência.
Isto é iluminação. Simplesmente saber estas coisas, estar ciente. Nós criamos e agora eu escolho a experiência. E a coisa maravilhosa é que quando você faz com amor por si mesmo, esta experiência se torna muito maior e mais grandiosa e magnificente.
E isso não quer dizer que viver sem amor por si mesmo seja uma experiência menor. Mas, quando você diz "Eu Sou o que Eu Sou em amor por mim mesmo e tudo o que eu criei, e agora eu brinco com a experiência” os potenciais da vida jorram.
É como caminhar por um campo com tantas flores que você não sabe qual pegar primeiro. Ou talvez você apenas queira se deitar e aspirar o pólen até pegar febre do feno (ele ri)
Eu Sou o que Eu Sou. Então, ciente de tudo o que eu criei, agora, eu tenho a alegria de brincar com a experiência disso. Isso é iluminação. E, então, escolher fazer isso com amor-próprio. Ah! Isto é liberdade. Isto é liberdade.
Respire comigo agora em celebração a tudo o que você criou, ciente das experiências que se estendem adiante, com compromisso absoluto com sua liberdade. Este pode ser o maior presente de Dia dos Namorados que sua alma já lhe deu, e isso é oferecido a você todo dia. Todo dia.
As distrações da vida – elas são como … Eu nem mesmo consigo criar uma palavra para explicar a você. As distrações da vida, bem, você as criou. Elas são um pouquinho engraçadas. Mas seu compromisso com a liberdade pede que você retorne ao equilíbrio. Para saber que, sim, se o seu joelho está lhe impedindo de dançar na liberdade, você pode amar esse joelho e aceitá-lo como ele é e saber que com seu compromisso ele pode retornar ao equilíbrio.
E isso não significa que ele tenha que parar de machucar. Significa que ainda machuca. Mas, não vai impedir você de absolutamente amar a si mesmo. Não vai arrastá-lo de volta ao auto julgamento. Não vai limpar as flores do seu campo. Vem comigo … vem comigo.
Eu posso dançar de uma maneira diferente, mas isso não significa parar de amar a mim mesmo ou pedir por menos liberdade.
Distrações são apenas um ímã puxando-o um pouco mais de volta à dualidade, que o traz de volta às profundezas do quão forte essa experiência em 3D pode ser. Mas você tem consciência.
É como, você sabe, quando você joga 'pedra, papel e tesoura'. A consciência vence os três (ele ri). Não importa a distração – física, dinheiro, pessoas. Esta consciência de que Eu Sou o que Eu Sou bem aqui, bem agora, em tanto amor comigo mesmo, é a chamada de volta ao equilíbrio. É a chamada de sua alma que, sim, nada é mais importante que minha conexão com você. Nada é mais importante que o momento em que eu disse "Quem Sou Eu?” para ir e brincar com a experiência, porque agora você está na vida que diz “Eu vou lembrar. Eu me lembro da escolha que eu fiz de explorar e brincar. Eu me lembro de que eu criei a caixa de areia, essa tela em branco na qual vou criar experiência e agora eu tenho a alegria de fazer isso e ainda mais a alegria de fazê-lo com liberdade”.
Sem mais limites ou fronteiras. Sem mais expectativas ou objetivos. No momento - cada momento - cada momento perfeito e surpreendente. Ah!
Feliz Dia dos Namorados para todos vocês. Eu sinto que construímos um tom agradável aqui (ele ri). Então agora dissemos nosso lembrete. E vocês têm que se lembrar, também, que eu não maquiei essa coisa para dizer para você. Eu não maquiei isso porque, poxa, eu acho que seria uma coisa agradável de se ouvir hoje. Eu digo a Marisa antes do show começar – nós paramos e respiramos e eu digo “Estes são os que se reuniram hoje. É isso o que eles querem ouvir. Este é o lembrete de que eles gostariam de ser lembrados hoje”. Esta é sua mensagem que você criou para você.
Não há coincidências. É onde nós estamos - caminhando à frente como Mestres da Nova Terra, através da nova consciência. Vocês são perfeitos. Vocês são mestres, bem aqui, agora mesmo. É apenas a expansão constante do compromisso com essa escolha.
Eu não estou aqui como alguém maior e mais magnificente que você. Eu não sou mais sábio. Minhas experiências não foram maiores ou melhores que as suas, porque na maioria das minhas experiências aqui na Terra você caminhou ao meu lado. Alguns de vocês que escutam foram meu professor, um dos meus pais, meu guia, meu guru. Nós fizemos a promessa a cada um de estar aqui e compartilhar. Eu vou lembrar você quando você esquecer, da mesma forma que você me lembrou quando eu me esqueci ou quando me esquecer. Agora é apenas a beleza de estar constantemente a voltar para esta lembrança.
E está além da lembrança, também. Está além da lembrança. Não é aprender estas coisas para então você poder cuspi-las como banalidades. Não é sobre ter a frase de efeito do mês (ele ri). Não é sobre nada. É apenas sobre lembrar de retornar ao sentimento – este espaço de sentimento que eu sei que cada um de vocês que ouve agora ou ouvirá nos arquivos, depois, permitiu este momento, em que você penetrou fundo neste espaço de sentimento. É sobre você, tão ansioso para ter esse espaço de sentimento e nós o criamos de novo agora, porque toda as vezes que você penetra neste espaço de sentimento, ele expande. Está além de frases de efeito e obras de arte e livros e canalizações. É o que você está criando – para estar no momento com sua Presença Eu Sou, com sua conexão de alma.
Estas canalizações e os Shouds e suas reuniões e suas meditações etc., etc., eles são maravilhosos e surpreendentes. Sim, é duro ficar neste espaço 24-7 e, como humano, você não pode esperar que seja assim, porque você tem o trânsito e as contas para pagar e empregos para ir e crianças e pais etc.
Mas, numa batida de coração, numa meia respiração, não importa onde você esteja, você pode tomar esta respiração e sentir a conexão. Isto não precisa acontecer neste cálido, difuso lugar em nós estamos agora, o tempo todo. Mas estes cálidos, difusos lugares são grandes, porque são como pontos âncora. E eles não são o minuto em que você vai se reconectar, porque no minuto que você compreende que você tem uma conexão de alma e você pode chamar por isso, isso nunca vai embora. Está sempre aqui.
Mas, nestes momentos em que você respira e permite que a lembrança venha, isso cresce e se expande. Eu criei isso e agora eu tenho a alegria de experimentar isso. É isso que a iluminação é. É o que esta bela conexão de alma, este espaço de sentimento é.
Todas as vezes que você conscientemente o chama para si, isso se expande. Não é sobre retornar a isso. Não é sobre reconexão. Isso está dizendo “Eu quero mais. Eu quero experimentar isso mais. Eu quero saber mais sobre isso. Eu quero sentir mais isso. Eu quero ser mais rico em minha vida. Eu não quero ficar tão distraído quando estive ontem”. É o que isso diz a cada momento em que você toma uma respiração e diz "Eu Sou o que Eu Sou. Eu quero mais desta beleza. Eu quero mais deste sonho e desta alegria e desta graça. E não importa o que a realidade 3D ​​joga sobre mim, eu estou salvo e seguro em meu espaço. Minha consciência está aqui para clamar e eu a convido para ser parte de tudo. Minha conexão de alma não é apenas quando eu tomo uma respiração e digo ‘Eu Sou o que Eu Sou’". Estes são apenas os momentos em que eu faço isso com consciência humana, quando isto se torna maior e mais rico, a cada vez.
Quando eu atravessei minha iluminação eu soube que eu não tive uma transformação instantânea. Eu tive uma transformação bem grande. Foi grande. Foi magnificente. Foi esclarecedora. Foi … foi reveladora – se isso é uma palavra. Eu vou usá-la de qualquer forma. Eu penso que é uma grande palavra. Nós devemos usá-la mais frequentemente. Foi a abertura dos olhos. Arrebentou os sentidos. Mas não era o fim da minha escolha para dizer: "Eu sou iluminado".
A iluminação pode evoluir. Iluminação deve evoluir. Ela evolui com você. E a coisa maravilhosa é que, à medida que você escolhe evoluir na sua iluminação através de si mesmo, você vê isso refletido nas pessoas em volta de você e no mundo em volta de você.
Mas não é por isso que nós o fazemos. Não é a razão de nós escolhermos a iluminação. Nós não escolhemos a iluminação para mudar o mundo. Nós a escolhemos para mudar nós mesmos e nossa experiência. E a coisa maravilhosa é que mais pessoas escolhem isso e então, é claro, a consciência 3D vai se transformar também. Ah! Mas você o faz para você.
Eu Sou o que Eu Sou bem aqui, agora mesmo com muito amor por mim mesmo e isto é tão bom quanto parece. Hum.
Eu estou pensando que já podemos começar com as perguntas, hem Joep? Eu falei muito? Eu falei demais? Eu poderia continuar, mas gostaria de ir para algumas perguntas e então expandir a partir do que eu disse, através das perguntas.
JOEP: Ok. Isso parece uma boa ideia, pois eu já tenho toda uma lista de perguntas.
KUTHUMI: Maravilhoso.
JOEP: Comecemos com a de Jackie que pergunta em relação ao seu namorado. Ele quer saber o que o amor é.
KUTHUMI: Que grande pergunta! O amor pode ser – isso é tão interessante porque a consciência humana sobre amor chegou a um ponto de significar várias coisas. Amor se tornou segurança. Ele se tornou conexão. Ele se tornou aceitação de outro ser ou ser aceito por outro. Isto é sobre ser aceitável. Quando você tem alguém que o ama isto significa que deve estar tudo bem com você (ele ri). Desculpe-me, eu estou rindo porque Marisa sabe o que é ser uma mulher de meia idade e solteira e ver como as pessoas reagem a você, ou em qualquer outra idade ser solteiro e ver como as pessoas reagem a você.
Então, o amor se transformou em muitas coisas. Se tornou uma palavra muito nebulosa. Então vamos redefini-la hoje. Nós mais ou menos já fizemos isso, mas vamos redefini-la hoje.
O amor, eu disse e Adamus também disse, foi criado aqui, neste reino. O amor não é necessário em nenhum outro lugar – esta palavra amor. Amor é evoluir. Amor agora, à medida que as pessoas aceitam que podem amar a si mesmas, antes e acima de tudo, torna mais aceitável tudo o que você é.
Então, em outras palavras, o julgamento está indo embora, porque, se Eu Sou o que Eu Sou aqui e agora, então tudo está bem. Esta é um tipo de primeira camada. Eu Sou o que Eu Sou aqui e agora. Não há nada que eu precise mudar. Não há nada que eu fiz do que eu tenha que me envergonhar. É tudo perfeito e surpreendente.
E você meio que pode ver o quanto isso se reflete no que nós socialmente queremos definir como amor, porque se alguém fala sobre um relacionamento perfeito, as pessoas não estão em julgamento uns dos outros. Eles não estão contrariados uns com os outros. Eles não querem mudar uns aos outros. Então imagine isso para você mesmo.
A estes tipos de sobreposições que eu chamo compaixão e que é apenas saber isso, ou seja, você sabe, tudo é perfeito como é. Tudo é perfeito como é.
E a outra camada que eu quero adicionar a isso na Nova Energia é permissão. Então, isso também quer dizer, você sabe, que não deve querer mudar algo ou algo sobre você ou mudar alguém que está com você, mas você também obtém a liberdade de mudar, no entanto, o que eles querem ser.
Então, quando falamos de amor próprio é sobre que eu vou permitir totalmente a mim mesmo a evoluir para o que for que eu serei daqui em diante. Vejam, muitos de vocês irão para o amor próprio e pensarão “Ok, eu aceito quem eu sou agora”, mas meio que fica retido um pouco por causa do medo de, bem, onde eu vou agora? Como é que esta iluminação vai me evoluir? Uh huh. Mas se você é capaz de dizer que este absoluto amor próprio permite a mim ser seja o que for para diante, há uma outra camada de liberdade nisso. E mesmo que estejamos num relacionamento, você sabe, algumas vezes você está nesse relacionamento perfeito. Eu os amo do jeito que são. Eu não quero que eles mudem. Eu não quero que eles me deixem. Eu não quero que eles amem outros. Eu não quero que eles sejam bem sucedidos em suas carreiras, pois isso vai significar que eles deixarão de ficar comigo etc., etc. Você vê o que vem nesse nível de medo também? Sim, eu os amo, mas é melhor que eles não mudem. É melhor que fiquem sempre aqui.
Então, amor é também permitir a liberdade em você para evoluir, a liberdade para você, não importa o potencial que ocorra, que ele ocorra. E esta é uma espécie de parte contraditória do amor, porque nós pensamos, você sabe,nos venderam esta coisa perfeita de que o amor é eterno. Você acabou por achar esta alma gêmea que é perfeita e ficará com você para sempre. Se eu amo a mim mesmo, eu devo estar neste amor próprio o tempo todo.
Você sabe que está bem ficar com raiva de si mesmo. Você sabe que está tudo bem em ficar bravo com você mesmo de vez em quando. Às vezes, um pouco de, oh, frustração, ou o que seja, pode, realmente, ser o impulso para, realmente, ajudar a quebra de um padrão, para ajudar a trazer um aspecto para casa. “Eu notei isso de novo. O que faço com isso”?
Ok, não entre nessa de bater muito em si mesmo, mas isso pode realmente aumentar sua consciência sobre si mesmo. Ficando no relacionamento. Esta pessoa está fazendo isso de novo. Bem pare e olhe porque você está deixando isso aborrecer você? O que isso está trazendo para dentro de você? Que padrão isso está repetindo para você? Uh huh.
Então, é nesses momentos que você cai fora da felicidade completa, disso que foi vendido para você, você sabe, por Cupido e todos os corações vermelhos e rosas vermelhas do Dia dos Namorados. Está tudo bem para essas pequenas vibrações, porque eles trazem mais consciência. Trazem mais consciência.
Então, eu direi a você que se eu tivesse que definir amor, agora, na Nova Consciência, é sobre aceitação, compaixão e permissão. Não direi muito mais do que isso, porque senão a gente vai ficar mental. Mas, obrigado por sua pergunta.
JOEP: Ok. Grande resposta. Na mesma linha, Sapphira tem uma pergunta.
Pergunta: Você pode falar sobre limites e não perder a si mesmo quando se está tão próximo de outro humano?
KUTHUMI: Oh! pergunta fabulosa, fabulosa! Muito obrigado.
E aqui nós temos uma das distrações principais, porque é tão fácil quando alguém vem e, você sabe, nós vamos chamar isso de alimentação. Quando alguém vem até você e não está muito consciente do que está fazendo. É muito fácil ser atraído porque, você sabe, como humanos fomos condicionados a cair em todos esses jogos. Nós fomos condicionados a querer ouvir fofoca, porque algumas vezes não gostamos de alguém, então nós queremos ouvir algo mau sobre ele.
Nós somos pegos pela família porque, você sabe, quando os velhos padrões surgem, estamos tão entrelaçados nestes velhos padrões que nos perdemos neles antes mesmo de estarmos cientes de que estamos perdidos nisso.
Então, a coisa está aí. A chave é ter que estar consciente. Assim, o próprio fato de que você está ciente de que quando está com uma certa pessoa ou em certas situações ou com alguém que você classifica como fora de equilíbrio, o próprio fato de que você tem esta consciência do que acontece é que é a chave para manter isso em equilíbrio. O próprio fato de você dizer “Eu não escolho ser levada tão prontamente a esses tipos de jogos”, é tudo o que você precisa dizer para si mesmo para mudar isso.
Então a coisa está aí. Algumas vezes você ainda vai ficar perdida nisso e isto está absolutamente bem. Mas, Sapphira, eu sei que não quer mais ficar perdida nisso por muito mais tempo ou tão profundamente quando você costumava estar. Para aqueles que estão ouvindo agora e balançando a cabeça “Oh sim. Eu me sinto puxado para isso algumas vezes”, você ainda será puxado nisso, mas eu realmente quero que você pare e reconheça que não está sendo puxado tão profundamente ou por tanto mais tempo. Você está se puxando mais e mais rápido todo o tempo, simplesmente porque você está escolhendo ter a consciência e escolhendo não entrar nessa.
Agora, algumas vezes, você pode ter que estar atuando na real, quer dizer, nas coisas humanamente conscientes. Esta pessoa sempre me apanha para fofocar durante o trabalho. Evite essa pessoa. Este membro da família sempre quer jogar esse jogo. Evite essa pessoa. Algumas vezes, isto pode significar apenas dizer: "Olhe aqui, obrigado, mas realmente eu não quero fazer parte da fofoca”. “Você sabe, mamãe, papai, titia ou o que for, eu não estou mais jogando esse jogo com você. Certo.”
Então, se há certas pessoas e certos padrões dos quais você está ciente, comece fazendo as escolhas de encontrar caminhos para mudar, então não será mais pego nesta malha. Mas, realmente, apenas o fato de você estar ciente já está fazendo mudanças. Você não será mais levado tão profundamente ou por muito tempo.
E a coisa é que, se você for pego em meio disso, de repente você está falando com a pessoa e você pensa, “Oh meu deus, lá vamos nós de novo”. Bem, de imediato, você já pulou nisso. Mas você apenas toma uma respiração. Para e toma uma respiração. Nem mesmo ouve o que eles estão dizendo, porque você não precisa ouvir. Porque, como você sabe, não é tanto sobre o que estão dizendo ou suas ações. É a energia por trás disso.
Retorne ao seu espaço seguro. Retorne à sua respiração de equilíbrio, sua respiração do Eu Sou, e você meio que vai descobrir que isso irá desarmar um monte de coisas de qualquer maneira. Isto pode fazer com as pessoas fiquem pior, porque esta pessoa pode (1) eles ficam entediados com você e não vão procurá-lo mais para jogar; (2) isso pode irritá-los como o diabo e eles vão criar o inferno para puxá-lo de volta, mais uma vez. Tome outra respiração. Tome outra respiração.
Mas, verdadeiramente, apenas a consciência que você tem de que não querer mais ser puxado para esses jogos já está fazendo mudanças das quais você está ciente, mas, muito mais, está penetrando onde você não está consciente. Obrigado.
JOEP: OK. Próxima questão de Lena River, sobre seu filho. Ele tem 15 anos. Seu nome é Narek – provavelmente não estou pronunciando isso certo – e ele está muito interessado em música rap e erva e liberdade. E … (Kuthumi ri) ela quer alguns comentários seus sobre isso, eu acho.
KUTHUMI: Veja, aí é onde esta parte de permissão vem no amor, e é meio que, como um dos pais, foi dito a você que você tem algumas responsabilidades e tudo isso. Mas, que idade maravilhosa são os anos da adolescência, quando você está nesse fogo cruzado, você sabe, eu ainda tenho que responder a um pai, mas eu sinto que posso sentir o que quero fazer.
Então, a coisa está aí, Lena. Você terá que encontrar este maravilhoso equilíbrio do tipo eu vou velar por ele, mas poxa eu também vou permitir a ele sua experiência, porque quem diz que esta experiência no momento não é a coisa perfeita que ele precisa para dar forma a si mesmo, para onde ele está indo. Quem diz que se você for em cima dele e tentar discipliná-lo isso não pode realmente puxá-lo para alguma coisa ainda maior e que não irá beneficiá-lo?
Então eu realmente vou perguntar isso a você. Agora e isso é meio que oh, crianças. Adolescentes. É a chamada -22. Isto é como menos disciplina; deixe ele ir fundo. Mais disciplina puxa ele mais fundo (Kuthumi ri). Você sabe, isso é meio que como se você encontra uma criança fumando, você vai até ela, lhe dá um pacote inteiro de cigarros e diz “Certo. Fume tudo de uma vez, aqui e agora,” e espera que isso ou vai fazê-lo pular fora ou que isso pode torná-lo um viciado para a vida.
E a coisa é que você não sabe mesmo sobre o porvir, porque é escolha dele, porque ele é um ser soberano. Ele é um pequeno Mestre criando seu próprio interessante caminho. E, sim, ele encontrou um pequeno estilo de vida, que é todo sobre rebeldia. É todo sobre rebeldia e ele está apenas encontrando a si mesmo. E ele pode ficar entediado amanhã ou pode continuar assim por mais dez anos.
Eu não sei, porque ele pode estar se divertindo com isso no momento. Então aí está a coisa. Você pode permitir a experiência dele? Se ele vier até você amanhã e disser “Estou enjoado do seu trabalho espiritual. Você deve largar isso de mão e ser a mãe adequada para mim, porque isso não está funcionando para mim e não foi este o contrato que assinamos quando eu nasci”, qual seria sua reação?
Então, é difícil sentar e assistir alguém tomar decisões que nós sentimos que não são benéficas, de apoio ou carinho. Mas, você chegou a este ponto de respeito por ele ser um Mestre criando sua experiência. E se isso significa que ele tem que ser preso e dormir na cadeia por uma noite em algum lugar da pista, isto significa que esta é a experiência perfeita que ele precisa para aprender mais sobre si mesmo.
E, sim, eu posso ouvir você dizendo “Mas e se isso me afetar? Esta não é uma experiência soberana, porque estou envolvida.” Bem, então talvez você tenha que dar uma olhada em porque você criou um filho para partilhar com ele essa experiência! Há um pouquinho de velho carma a jogar aqui, porque como você sabe, quando ele veio, ainda havia contratos sendo jogados. mas você pode liberar você do contrato. Isso não significa que você se livre de estar amarrada a algumas das consequências de algumas de suas escolhas. Mas não significa que isto tenha que afetar você energeticamente. Uh huh, porque eu penso que esta é a grande coisa no momento que está drenando mais você. É mais porque está chateada e tensa por estar observando ele e pensando para onde ele está indo com isso. Libere a si mesma disso. Libere a si mesma desta tensão e desta preocupação, e isso realmente vai mudar como você está envolvida com as escolhas dele.
Mas, vá se divertir com isso. Eu sei que provavelmente não era isso o que você queria ouvir agora, mas se divirta com isso. Veja para onde ele está indo com isso. Fique detrás da mureta. Pegue um pouco de pipoca e veja o que ele está indo para criar daqui em diante. E não ouça muito esta música. Obrigada.
JOEP: Obrigado, Kuthumi. Nós temos uma chamada do Reino Unido. Eu vou apresentá-la agora.
KUTHUMI: Sim.
JOEP: Deixe-me ver. Vamos lá. Sim, alô, quem chama
Chamada: (mulher): Olá, aqui.
JOEP: Você esta aí?
Chamada: Alô, sim. Você pode me ouvir?
JOEP: Sim, eu a ouço perfeitamente.
KUTHUMI: Sim.
CALLER: Maravilhoso. Olá,Kuthumi!
KUTHUMI: Olá!
CALLER: Oi. Eu tenho uma pergunta para você. O que acontece quando se está doente de cama? O que é esse momento? Qual é este ponto?
KUTHUMI: (suspira profundamente) Eu fiquei completamente exausto com o esforço de entender quem eu era. Eu fiquei doente de pensar. Eu fiquei doente de esperar. Eu fiquei doente esperando alguém vir me resgatar. Eu fiquei doente pedindo a meus guias por respostas e ouvindo a mesma resposta, e eu fiquei doente pelo fato de que não estava escutando. Eu fiquei doente de toda esta maldita coisa e cheguei ao ponto em que eu simplesmente tive que dizer ou eu aceito o que eu sou e dou um passo na minha iluminação ou morro de me esforçar. E nesse momento o compromisso de realmente viver minha ascensão venceu, porque, como você sabe, nós vivemos muitas vidas. Nós vivemos muitas vidas, quando escolhemos o oposto. Nós vamos morrer com o esforço, porque o esforço é bonito. A luta é incrível, porque na luta nós nos tornamos mártires e santos. Morremos com uma saudade que nos puxa de volta aqui e isso é muito sedutor. É muito sedutor.
Nós sabemos, você sabe, nós voltamos milhares e milhares e milhares e milhares de vezes porque há muita beleza na luta, no esforço. Mas chega o tempo quando você tem que dizer “Estou cansado da luta. Eu quero caminhar nessa Terra abraçando minha divindade e sabendo que Eu Sou tudo o que Eu Sou. Tudo o que eu fiz foi incrível. Eu não preciso julgar a mim mesmo ou medir a mim mesmo ou esperar por alguém que desça com uma varinha mágica e me transforme num anjo. Tudo o que eu preciso saber está bem aqui comigo agora.”
E quando você cansa de tentar esperar por esta resposta, bem, o que aconteceu é que isso me libertou. Isto me libertou de buscar e estudar. Me libertou de carregar minhas vidas passadas e meu guia e os gurus e os santos responsáveis por me trazer a informação. Eu só fiquei doente por causa da maldita luta. Foi isso.
Chamada: Certo. Então, ao atingir esse ponto, onde não há as distrações de que você estava falando. E o…
KUTHUMI: Você disse distrações?
Chamada: Distrações, sim.
KUTHUMI: Sim. Sim, sim, sim.
CALLER: Então, depois deste ponto onde há distrações, em seguida você está numa espécie de, você sabe, está se lembrando de amar a si mesmo. Está confiando em si mesma. Está fazendo suas escolhas e então bang! as distrações voltam. E daí a jornada …
KUTHUMI: Absolutamente.
Chamada: … parece ficar mais difícil.
KUTHUMI: Oh! Eu tenho que lhe dizer.
Chamada: Sim.
KUTHUMI: Eu nunca vi isso sendo mais dif… Eu nunca, nunca vi isso como sendo mais difícil depois.
Chamada: Certo.
KUTHUMI: Eu vi distrações como sendo difíceis. Eu compreendi as distrações como parte de desenho da densidade 3D. Uh huh. Eu compreendi …
CALLER: Uh huh.
KUTHUMI: … que era assim aqui porque assim foi como projetamos o mundo 3D. Nós o projetamos para ser repleto de distrações, porque é a diversão de se lembrar. Então, se você não tem distrações aqui, então onde está a graça de lembrar? (Kuthumi e a mulher que pergunta riem). Então, foi assim que eu vi as distrações, porque, como você sabe, eu contei um dia a história de como eu gosto de viajar. Eu quis caminhar pela Terra e voltei para a minha amada Índia.
Agora, qualquer de vocês - Índia - o sistema de transporte público não mudou em centenas de anos. Eu estava em pé esperando pelo trem. O trem estava atrasado. Eu fiquei com raiva. Com tanta raiva que fechei o meu punho. Meu coração disparou. Eu estava com raiva. E num relâmpago eu pensei "Que divertido. Que engraçado que um tubo de metal sobre algumas faixas que não estão aqui no tempo linear ... quando eu esperaria que isso fosse causar todas aquelas emoções...” O quão belo é isso? O quão belo seria se um dia meu dinheiro não fosse transferido para o correio e tivesse que dormir na rua. Eu nunca vi isso como uma falha. Eu nunca vi isso como um desafio. Eu vi isso como sendo apenas partes absolutamente belas de minha experiência. Oportunidades para dizer “Eu Sou o que Eu Sou” e chamo mais de conexão de alma para mim.
Então, são. Difícil – difícil é uma perspectiva. Beleza e alegria são outras perspectivas. Uh huh.
Chamada: Bem … uh huh.
KUTHUMI: É perspectiva.
CALLER: Certo. Ok, então é uma questão de consciência, não é? Realmente (ela ri).
KUTHUMI: É uma questão de consciência e é também uma questão de, você sabe, tipo quando, você sabe, a outra dama estava pedindo por, você sabe, estou sendo sugada para o jogo com as pessoas. É sobre dizer “Ok, ok. Eu fui sugada, hoje,” mas não batendo em si mesma com “Oh meu deus, estou fazendo as coisas errado. Porque eu deixei que isso acontecesse?” É apenas como “Ei, eu fui sugada hoje, mas minha consciência me joga de volta ao meu equilíbrio”. Então, eu fui sugada. Este é o desenho da realidade. Algumas vezes, eu vou ser sugada. Algumas vezes, vou ser distraída.
Eu ainda sou humana. Eu sou divina, mas sou humana também. Algumas vezes, o humano irá ganhar um pouquinho. As emoções vão se erguer. Uh uh.
Chamada: Certo.
KUTHUMI: Mas a coisa é que a gente não parte para um maldito auto julgamento que tira do meu amor-próprio.
CALLER: Siiim.
KUTHUMI: Eu assumo o risco e digo "esta foi a experiência que eu tive hoje. Eu não quero fazer isso de novo”.
CALLER: Sim. (eles riem)
KUTHUMI: E, você sabe, e isto é a coisa que eu também fiz – eu fiz e convido você também. Quando você diz “Sim, eu sou iluminada” você também escolhe que você está indo para ser iluminada. Então, até onde eu quero ser distraída? Eu aceito que estou aqui nesta realidade humana 3D com estas – uma miríade de distrações aqui. O quanto eu quero ser distraído? Eu quero ser distraído ao ponto de minha saúde se deteriorar, até eu ter um ataque do coração?
Chamada: Hum.
KUTHUMI: Eu preciso ser demitido do meu emprego e ser destituído para dizer “Dá um tempo, eu tenho que lembrar que Eu Sou o que Eu Sou e isto pode ser em equilíbrio”. Será que eu quero … você coloca aí a coisa mais cabeluda. Se estou começando a ficar fora de equilíbrio, eu quero que uma borboleta apareça? Eu quero ver a imagem de uma borboleta? Eu quero que uma pena voe até mim? Eu quero apenas ter um pouquinho de dor de barriga ou de dor de cabeça que me chame de volta e diga “Ei, você está sendo distraído. Este é o cartão de chamada de sua alma para dizer 'lembre-se de sua escolha de ser iluminado’”.
Chamada: Sim.
KUTHUMI: Uh huh. Então, isso também foi muita coisa.
Chamada: Sim.
KUTHUMI: Eu fiz esta escolha e ela veio à minha realidade. Isto é tão longe quanto estou preparado para ser distraído. Se eu tivesse que apresentar isso em números, eu diria “eu não estava preparado para ser mais do que 2% distraído” (Kuthumi ri). Algumas pessoas são 98% distraídas em toda a sua vida, o que também é perfeito. Você quer 50%? 10%? Você quer chegar a 1%? Você quer ser zero por cento como St. Germain? (os dois riem). Que – eu vou ter dizer precisa …
CALLER: É uma pergunta muito boa!
KUTHUMI: É uma pergunta muito boa.Então, eu quero dizer, você pode jogá-la no esgoto (a mulher que ligou ri). Mas, você sabe …
Chamada: Eu vou.
KUTHUMI: … Eu tenho que dizer, você sabe, ele era um tipo especial de, você sabe – um montão de nós, uma vez que entramos nessa coisa em que dizemos "É isso. Zero por cento de distrações”, bem, então nós só queremos ir.
Chamada: Sim.
KUTHUMI: Porque as distrações, você sabe, elas estão aqui. Estão aqui. É parte do projeto. É parte da diversão de caminhar na sua ascensão. Então, você sabe até onde? Para o quão longe você está preparada para, você sabe, a vida nesta dificuldade? Nenhuma distância.
Chamada: Bem …
KUTHUMI: … sim.
Chamada: … Eu posso responder a você que até justo agora.
KUTHUMI: Sim. Obrigado. Eu gostaria de ouvir a sua resposta.
Chamada: Eu estou indo para 3% de distração e é isso aí.
KUTHUMI: É fantástico e você está se divertindo com isso. E esta também é a coisa maravilhosa, você pode negociar consigo mesmo e mudar isso (ele ri). Ok.
CALLER: Ok! (ela dá uma gargalhada)
KUTHUMI: Mas está tudo bem. Assim, cada vez que você diz - por isso cada vez que você quer dizer, “Sim, eu sou iluminada, você terá a maldita lembrança. E é assim que eu estou preparado que isso é tudo o que eu – este é tão longe quanto eu estou preparado para deixar as distrações me levarem.
CALLER: Certo.
KUTHUMI: Ok?
Chamada: Maravilhoso. Obrigada.
KUTHUMI: Tenha um maravilhoso, maravilhoso divertimento com isso. Obrigado, minha querida.
Chamada: Obrigada. Ok, até logo.
JOEP: Obrigada a você que chamou. Até logo.
KUTHUMI: Tchauzinho.
JOEP: Aqui a pergunta da Sábia Mulher Estrela, que …
Pergunta: Agora eu pareço estar em depressão e não gosto. Eu sinto que não há muita esperança de perder o meu medo de avançar. O que vai ajudar? Eu realmente gostaria de saber o que diabos o meu problema é”.
KUTHUMI: Obrigado. Essa é uma bela pergunta. Há algumas pessoas que atravessam energia semelhante no momento, o que vocês chamam, o que vocês costumavam chamar, depressão. E, você sabe, oh, tecnicamente é um tipo de depressão, porque a sua energia como que está em baixa no momento. E isso vai soar, ehh, provavelmente não é a melhor resposta que você quer ouvir, mas você vai ter que apenas cavalgar nela. E por cavalgar nela eu quero dizer ter paciência consigo mesma.
E, você sabe, nesta fase de todos vocês quando passam por um pouco de depressão, na verdade é um aspecto que está voltando para casa, e isso é um aspecto velho, muito pesado, que está tentando entrar em equilíbrio, e isso realmente pode arrastá-los em sua energia. Eu não vou dizer qual o partic- … você sabe, você não precisa saber qual o aspecto em particular. É mais sobre compreender as dinâmicas das energias neste momento para você.
Então, antes de mais nada, eu vou pedir a você, por favor, que tenha paciência. Por favor, tenha paciência. Segundo, você vai ter que tirar tudo o que sabe que a apóia e cuida de si mesma no momento. Assim, é claro, a primeira coisa e a mais importante é a respiração. Então você vai ter que - bem, você não precisa. Você faz o que quiser, mas eu sugiro e convidamos você a fazer um monte de respiração consciente. Então isso está sendo deixado de lado, oh, uns bons cinco a dez minutos a cada dia. Fala cinco minutos de manhã, cinco minutos em algum ponto ao longo do dia, cinco minutos ao final do dia. Se puder fazer mais que isso, ainda melhor.
E não se trata de dizer: "Eu estou fazendo isso para limpar a minha depressão". Não se trata de dizer: "Eu faço isso para chamar o aspecto para casa”. Faça-o só para limpar a energia em si mesma, para obter este belo espaço de sentimento, para que você possa se ​​reconectar com a sua confiança e a sua permissão.
Faça o que você precisa fazer para cuidar de si mesma, quer seja comprando flores e roupas novas, quer se trate de ficar na cama o dia todo. Sinta em você o quê você precisa fazer enquanto você está respirando, o que você precisa fazer para cuidar de si mesma.
Tenha paciência. Isto também vai passar. Mas, por favor, é – isso traz – se sente isso ainda mais pesado nessas horas quando sentimos como se tivéssemos despertado tanto e estamos tão atentos e estamos escolhendo estar aqui e queremos a nossa iluminação. Nós já aceitamos nossa iluminação, e, em seguida, este tipo de manchas energéticas entram e nos fazem sentir como se tivéssemos ido para trás.E você está certo. Não é sobre ir para trás. É simplesmente sobre parar de ir para a frente, e isso é realmente o que este aspecto está fazendo. É um velho medo de ir para a frente.
E assim que você sabe disso, isso traz o equilíbrio. Mas a coisa maravilhosa sobre a respiração é que a respiração lembra que você está seguro no aqui e agora. Mas envia a mensagem para todos os seus aspectos, especialmente os de vidas passadas que estão realmente com medo por causa do que aconteceu com eles.
Cada vez que você respira e respira apenas pela alegria de estar naquele espaço seguro, tranquilo, equilibrado, você está dizendo a todos eles, “Estamos seguros. Podemos seguir em frente, e eu quero que vocês venham comigo. Eu amo todos vocês por tudo o que vocês já experimentaram”. Todas as suas vidas passadas, eles estiveram lá apenas pela riqueza da experiência, pela profundidade de conhecer esta realidade e esta dualidade. É por isso que nós criamos dualidade - para aprofundar a experiência.
Mas os medos e os anseios às vezes ainda vão se agitar, especialmente quando você está mais iluminado, quanto mais você permite sua iluminação, quanto mais consciente está. Às vezes, esses medos podem parecer mais profundos do que jamais foram antes. Mas eles não são. Tudo é relativo e é sua perspectiva, mais uma vez.
Isto é saber que você não está indo para trás. Não está, você sabe – é apenas uma lombada. É apenas tempo de, você sabe, hibernar.
Você sabe, no passado, quando nós meio que tínhamos estes pavores, quando estávamos estudando, quando estávamos em nossas Escolas de Mistério, nós soubemos que estes eram o que nós chamamos os tempos da caverna. Eram tempos em que, por exemplo, você estava num mosteiro ou algum - uma coisa assim ou você estava para ser enviado – eles teriam belos quartos, pequenos quartos solitários e que haveria uma pequena abertura pela qual iriam passar um pouco de água e de comida e tirar o balde de lixo e sujeira. Mas era o tempo para você ficar sozinho, para ir ao fundo, apenas para chegar a esse espaço novamente, sem as distrações.

Nas Escolas de Mistério, você subia uma montanha. Você gostaria de encontrar - você levava um saco de comida e você queria encontrar uma pequena caverna para dormir e ficar quieto e sozinho.
Então aí está a coisa. Apenas um pouco de tempo de hibernação. E eu sei que muitos de vocês não podem se esconder numa caverna ou ter um pouco de espaço onde se trancar, mas crie um tempo privado da forma que puderem. Mesmo que seja durante uma hora à noite, você sabe, em seu quarto ou no banheiro, para tomar um banho. Criar esse tempo particular, onde você possa realmente ir para as profundezas de si mesmo, apenas para lembrar a cada parte de você que você está seguro e tudo é maravilhoso.
Respire fundo, respire profundamente, respire fundo e tenha paciência com você mesmo. Isto também passará. Obrigado.
JOEP: Obrigado, Kuthumi. Essa era a resposta que um monte de gente precisava ouvir.
KUTHUMI: Hum.
JOEP: A próxima questão é de Jay Tang, que é de Melbourne.
Pergunta: Oi Kuthumi. Eu escolhi liberar as entidades dentro de mim, em 2010. Recentemente, eu lhes ordenei para sair e pedi à minha essência as ferramentas para lidar com isso. Eu ainda estou esperando as ferramentas. Eu realmente quero integrar tudo em mim. Por favor, comente. Obrigado.
KUTHUMI: Bem, em primeiro lugar, liberar e integrar são uma espécie de opostos. Então você tem que entender que tudo o que é parte de você é perfeito e incrível e não precisa ser liberado. Não existem entidades que foram colocadas sobre você. São simplesmente partes de si mesmo que estão querendo entrar em equilíbrio. Então, eles não serão liberados até que você aceite que eles são parte de você, e eles só querem ficar, mas em equilíbrio.
Então agora é hora de respirar, que é a única ferramenta que você precisa para a integração, porque, como acabamos de dizer, na respiração você está dizendo que você ama todas as partes de si mesmo. Não há nada que você precise rejeitar ou liberar, não importa o quão escuro pareçam, não importa o quão prejudicial pareçam, não importa o quão auto-sabotadores pareçam. Isto não é sobre a liberação. Trata-se de recebê-los em casa. É sobre amar e aceitar e permitir todas as partes de si mesmo. Trata-se estar de pé aqui no Agora dizer Eu Sou o que Eu Sou, e sabendo que nada é mais poderoso do que você aceitar quem você é agora.
Não há nada para liberar. Isso é velho. Isso é velho. Nós não fazemos isso.
Na integração, é sobre acolher cada parte de você, sabendo que isso vai com você na sua iluminação e com você para o seu espaço soberano. Pare de lutar contra essas partes de você que você acha que não são você. Não há nada que você possa sentir que não seja você.
E se você não quer que isso esteja lá e não quer sentir isso, então basta escolher que não seja seu. Se você está sentindo outras energias em torno de que você sabe que não são aspectos, escolha não senti-los. Diga-lhes que eles não o são – que, você sabe, isso pertence ao seu espaço. Mas eu acho que nós dois sabemos que essas são partes de você que você está sentindo, elas são você. Elas são você.
E é por isso que você não vai levá-los de volta ao equilíbrio, porque você está tentando afastá-los. Você tem que levá-las para casa e amá-los e saber que cada parte de você, mesmo as partes mais escuras, são todas perfeitas e incríveis. Elas foram todos criadas para experimentar a experiência.
Respire, respire, respire. Essa é a única ferramenta que você precisa na Nova Energia, porque é dentro da respiração que você aceita a si mesmo, você ama a si mesmo e você se permite. Respire, respire, respire. Obrigado.
JOEP: Obrigado, Kuthumi. E eu gostaria de acrescentar que a Escola de Aspectologia oferecida através dos Professores do Círculo Carmesim em todo o mundo …
KUTHUMI: Absolutamente.
JOEP: … é um caminho perfeito para isto. E se você não quer fazer a escola de três dias, há também uma sessão de "Pergunte a Tobias" que você pode comprar da loja do CC que explica tudo sobre aspectos e a respiração e tudo o mais. Então isso deve ajudá-lo.
KUTHUMI: Absolutamente.
JOEP: Ok, próxima questão de Omiya. E penso que pronuncio corretamente.
Pergunta: Oi Kuthumi. Eu estou preso na vida. Nada de novo está chegando e eu já tenho problemas financeiros. Obrigado pela sua clareza.
KUTHUMI: Fica muito fácil pensar que nada está acontecendo porque as coisas não estão se manifestando fisicamente. E aqui está uma maneira maravilhosa que se distrair da nossa auto-confiança.
Uh huh, porque, você sabe, é uma espécie de, você sabe, isso são memórias de velho alquimista, porque uma vez você pôde transformar pedra em ouro. Você está meio frustrado, agora que você não pode pagar seu cartão de crédito. E fica muito, muito fácil querer que as coisas aconteçam dentro de um determinado período de tempo, e depois, quando isso não acontecer, você deve estar fazendo algo … Eu devo estar fazendo algo errado. Uh huh.
Então aqui está a coisa. As coisas são o que são, aqui e agora, mas você pode confiar que elas vão mudar? Você pode permitir que mudem em qualquer momento e isso é absolutamente perfeito? Pode não ser perfeito para você agora, que está na situação financeira que você está. Mas a menos que você possa voltar à confiança que você não está fazendo nada de errado e ter a paciência para permitir que ele se desdobre, você sabe, não é sobre a fórmula mágica. Não é sobre …
Você sabe, sim, as pessoas recebem milagres de dinheiro que vem para eles durante a noite ou surge de onde não se espera. Mas, enquanto você está sentado aí esperando algo como que para salvá-lo, você está realmente empurrando-o para longe, porque enquanto você, você sabe, e é aí que eu realmente quero que você se concentre. Você está olhando para uma solução particular ou um determinado resultado, porque muitas vezes ficamos focados em "se eu ganhasse na loteria tudo ficaria bem", e compramos bilhetes de loteria. E se cria esse foco de que a loteria será a única coisa que vai nos salvar. Se eu conseguir esse emprego e ele está pagando bem, esta será a coisa que corrige tudo. Se eu mudar para esse lugar diferente, isto é uma coisa que muda tudo.
Então, eu adoraria que você fosse realmente honesto com você mesmo agora. Você está olhando para as coisas e pensando que precisa criar uma solução humana que vai resolver tudo? Volte para o estado energético das coisas. Volte para o seu amor-próprio e confiança, e isso vai lhe mostrar as coisas que deve fazer para obter a energia em movimento. E pode não ser nada de lógico ou prático, mas, ao mesmo tempo, no momento é meio que uma luta que você está travando, pensando que há algo que você precisa fazer para mudar alguma coisa ou algo precisa acontecer para mudar as coisas. Volte para onde você está energeticamente. Você realmente quer estar aqui? Você está escolhendo a vida? Você pode dizer Eu Sou o que Eu Sou e realmente sentir isso?
Volte para essas coisas básicas. Pare de julgar a si mesmo por onde você está agora, porque isso pode ser a maior coisa para ser liberada e que vai abrir os potenciais em torno de coisas, mudando e se transformando. Mas também ter a paciência para dizer, “Bem, veja, aqui está a forma como as coisas estão agora. Elas estão tendo um tempo para mudar, mas eu realmente, realmente confio que elas possam mudar ".
Um monte disso é a sua mente que está vindo e dizendo todas essas coisas. Volte para o seu estado de sentimento e volte para a energia básica. Obrigado.
JOEP: Obrigado, Kuthumi. Uma pergunta de Rosebud, que segue esta mesma linha.
Pergunta: Kuthumi, eu quero dançar para uma nova vida, mas meu joelho não está cooperando. Algumas idéias, por favor. Obrigado.
KUTHUMI: Siiim. Sim. joelhos são incríveis, não é mesmo? Pernas são maravilhosas. Você sabe, as doenças físicas são maravilhosaos. Eu não vou insultá-la, chamando isso de uma distração. Vamos chamar de um foco, porque muito da forma como interagimos com a vida pode ser determinado pelo nosso estado físico. E eu concedo isso a ele. Ok.
Eu disse que, você sabe, quando eu levantei da minha cama doente eu mancava de forma residual, e eu às vezes tinha tremores. E na verdade, isso não impediu muito terrivelmente, mas eu tinha um respeito por essas coisas. Eu tinha um respeito por essas coisas que algum dia eu teria que parar de sentir, e houve dias em que eu não tinha necessidade de descansar para apoiar o meu corpo.
Então, um monte disso agora não é - especialmente - pensar em joelhos. Que tipo de apoio que você está dando o seu corpo? E eu não me refiro apenas ao apoio no que você está fazendo fisicamente para o seu corpo, com suplementos e dieta e exercício físico etc. Que tipo de apoio você está lhe dando energicamente?
Veja, torna-se fácil demais dizer: "Eu Sou o que Eu Sou. Eu sou iluminado", e você é grande no, inferno!, vamos chamar de no etéreo, os sentimentos e coisas assim. Mas você não está conectado ao seu corpo.
Então, eu adoraria que todos vocês sentissem isso agora. Como vocês estão conectados aos seus corpos? Eu sei que você pode sentir dor. Você pode sentir desconforto. Você precisa dormir. Você fica cansado. Mas onde está o caso de amor com o seu corpo?
Quando você toma banho, você está tomando um tempo para banhar-se com amor? Ou é simplesmente entrar lá para se lavar depois que acorda, para que você possa começar a trabalhar ou apenas para ter essa sensação de estar limpo? Cuida das roupas que os adornam? Compram roupas novas para se enfeitar?
Não seria maravilhoso se pudéssemos ter um romance com o nosso corpo da maneira que teríamos um romance com outra pessoa? Ou mesmo este romance energético que estamos tendo com o nosso eu. É tão fácil dizer: "Sim! Eu me amo e aceito a mim mesmo ", mas nossos corpos se tornam um pouco, uma outra questão separada.
Então, minha querida, eu gostaria de convidar você a ter um pouco de romance com seu corpo. E, sim, isso pode envolver o que muitos de vocês estão pensando; envolverá, porque é fazer amor com você mesmo, absolutamente acariciando e adornando seu corpo com admiração absoluta e, oh! paixão. A maioria de vocês simplesmente joga a roupa sobre si para esconder isso ou aquilo, se exercita para manter a forma que você acha que precisa ter para o mundo aceitá-lo. Mas qual foi a última vez que você disse "Obrigado por ser o veículo aqui para experimentar essa maravilhosa realidade 3D​​. Sim, às vezes você machuca. Sim, às vezes você me impede de fazer algumas coisas que eu gostaria de fazer. Mas eu ainda o amo mesmo assim. Obrigado por ser parte da minha experiência". E é assim que eu vou tratá-lo hoje, com alguma bela comida que eu sei que vai nutri-lo, com algumas roupas bonitas para adornar você, com uma nova roupa de cama, linda, para dormir dentro dela.
Não seria maravilhoso ter um romance com o seu corpo com toda a paixão e amor e adoração como o amor por uma outra pessoa, para nos enfeitar para nós mesmos, mais do que nos enfeitar para outra pessoa? Obrigado.
JOEP: Obrigado, Kuthumi. Na mesma linha, kmsend52 tem uma pergunta.
Pergunta: Ele ou ela tem dores de cabeça muito graves, como dores afiadas, e ele ou ela está pensando se seria castigo ou está simplesmente recebendo códigos de DNA? As dores de cabeça começam principalmente durante o sono.
KUTHUMI: Hmm. (suspiro) Há um, há um ... (suspira de novo). Tem algumas coisas acontecendo aqui. E, você sabe, mais uma vez, eu realmente lhe dou a mesma resposta, que parte das dores é porque você está pensando muito sobre de onde ela está vindo e o que está acontecendo com você energeticamente (suspiro).
Há algumas coisas fisicamente para as quais você precisa para olhar, e como, oh, mesmo fazendo uma boa massagem para limpar um monte disso. Sim, um monte do que está redefinindo o DNA e as mudanças corporais e alterações, mas você precisa fazer algumas coisas fisicamente para trazê-lo de volta ao equilíbrio.
Então, fazer uma massagem muito, muito, muito gentil, mesmo que isso signifique fazê-la sozinho. Dê uma olhada em algumas coisas que você está fazendo fisicamente para suportar o que está acontecendo energeticamente, o que você está baixando e que está causando essa mudança física, bem, porque, sim, o corpo físico às vezes pode demorar um pouco para se recuperar. Mas para você, minha querida, você tem que parar e fazer alguma respiração com para que você possa criar as soluções sobre que apoio você precisa para amparar o seu ser físico a se aproximar do que está acontecendo energeticamente. E, também - eu acho que você precisa beber mais água. Obrigado.
JOEP: Obrigado. Isso foi curto e doce. Ok, eu acho que estamos prontos para a última pergunta.
KUTHUMI: Sim!
JOEP: É realmente uma questão de Heather e Michael, os dois. E Heather começa com ..
Pergunta: E o nosso Café Kuthumi? Você está pronto? Quaisquer pensamentos ou sentimentos? (Kuthumi está dando risadinhas). Estou pronta para fazer um monte de obras de arte para os nossos muros conscientes. Michael gostaria de saber se você se importa de partilhar a sua visão de um potencial café Kuthumi.
KUTHUMI: (suspiro) Você sabe, isso é o que eu amo sobre começar algo com humor. Quando começa a partir de um pouco. … Eu vou ter que – Eu vou encher de pessoas, porque, como você sabe o Círculo Carmesim em Colorado, esta organização maravilhosa, estão para ter seu próprio belo edifício para abrigar a reunião mensal e suas oficinas em um belo e pequeno centro com tudo o que tem de fabuloso na Nova Energia, para ensinar as pessoas e elas se reunirem num lindo, lindo espaço, e eu concordo plenamente com esta criação. E eu recomendo que se você está apto a contribuir para o fundo de construção ou o fundo de aquisição, faça-o em seguida. Então eu vou dizer acessar crimsoncircle.com, onde há banners em todos os lugares para a sua doação. Por favor, por favor contribua. Então, obrigado por me deixar - por me dar esse pequeno plug in, porque, é claro, eu gostaria de estar lá como parte disso.
Agora, eu, brincando, perguntei à Marisa se ​​ela iria criar uma imagem de um Café Kuthumi, o que seria um anexo ao lado do edifício para que as pessoas se reúnam para comer e tirar fotografias de sua comida, como eu sei que vocês humanos gostam de fazer às vezes. E este é um maravilhoso exemplo de que as pessoas têm abraçado isso e a coisa maravilhosa foi que hoje dois de vocês quiseram perguntar sobre trazer isso para a realidade, pois ao fazê-lo você cria o potencial para isso aconteça.
E aqui temos uma ação, algumas das famosas, das mais incríveis dinâmicas de que eu digo a todo mundo que eu amo e que eu amo que você também jogue, e assim vai. Quando você joga com uma idéia, você cria potenciais. Potenciais criam oportunidades, e as oportunidades levam à aventura.
Então aqui está a coisa. É sobre jogar com alguma coisa e fazer isso até mesmo com humor, apenas para se divertir ao fazer isso. Os potenciais que foram criados quando as pessoas entraram aqui e disseram: "Sim, nós queremos que isso seja realidade". Quem sabe as oportunidades que podem surgir agora, que sim, quando este edifício for realmente adquirido, de que haverá um espaço perfeito, que haverá um belo café que pode ser executado por Shaumbra ou pessoas que são da mesma opinião de criar deliciosos alimentos e
um belo espaço de encontro social. De modo que além de apoiar as belas energias do espaço de ensino, há uma bela energia para um espaço social e para se ter alimentos nutritivos, ter uma música suave, talvez até mesmo eventos sociais em que músicos Shaumbra se apresentem. Isso, sim, poderíamos ter a diversão de ter arte Shaumbra sobre o muro. E por que não poderia ser? Por que você não ter arte da Nova Energia nos muros de um belo espaço da Nova Energia?
Veja como agora mesmo ao apenas brincarmos com isso, no humor e diversão, já se criou a possibilidade para que isso se torne realidade. Que talvez alguns de vocês poderiam realmente começar um outro projeto de financiamento para criar os fundos para que auxiliar isto a ser criado. Isso, sim, você pode pedir que seja chamado o Café Kuthumi. (Kuthumi dá risadinhas). Com respeito por aqueles que têm as decisões a tomar e de que isso possa não acontecer. Mas que engraçado nós podermos dizer que ele poderia se chamar assim.
Veja como mesmo enquanto eu estou falando sobre isso, eu sei que há aqueles de vocês que estão imaginando isso. Você está imaginando a comida, a decoração, a luz. Você está imaginando como se sentiria quando você entrasse lá.
E assim é. E assim é que, numa dimensão de realidade dimensão, em algum lugar, já é assim. Que os potenciais do universo estão se alinhando e dizendo: "Gostaríamos muito de vir e estar presente para você agora".
E assim é e, sim, eu iria colocar a minha energia aí. Sim, gostaria de apoiar aqueles que gostariam de criá-lo. E Heather, se você quiser ser o gerente, isso não seria maravilhoso? Michael, se você quiser vir e ajudar a cuidar de encomendar a comida, isso não seria maravilhoso?
Para os músicos que escutam, você não adoraria ser capaz de viajar para o Colorado e sentar-se e tocar sua música e ter Shaumbra a sorrir para você e ter sua bela música Nova Energia para infundir a sua experiência? Você não gostaria de ser aquele que reúne as receitas? A fonte dos belos alimentos frescos e cultivados de forma orgânica que você pode, então, enfeitar com rendas de açúcar e gordura (Kuthumi ri) e deliciosos cafés?
Oh! Vamos ter um momento para simplesmente respirar e já estar lá. Respire e já estará lá. Ele já está criado. Já está feito. Como é maravilhoso ter um espaço onde pudéssemos chegar fisicamente apenas para apreciar e desfrutar dos sentidos do ser humano - os sons, os pontos turísticos, o sabor. Como é maravilhoso e como é maravilhoso ter isso lá para apoiar um fabuloso, fabuloso centro de ensino.
E isso é algo que você pode tomar em suas vidas. Se há algo que você deseja criar, comece a brincar jogar com isso agora. Mesmo que seja no humor e brincadeira, brincar com isso, de alguma forma, chama nos potenciais. Isso diz: "Sim, eu estou disposto a permitir isso em minha vida. Estou disposto e vou permitir isso". Brinque com isso de alguma forma, porque você pode começar a planejar um café que pode se transformar numa sala de concertos. Você pode começar dizendo: "Eu estou indo construir este centro de ensino que vai abrigar 100 pessoas", e a próxima coisa que você sabe que precisa é de um auditório.
Ou talvez você precise construir outro prédio, mais para a costa leste ou na Europa, ou pode tornar-se algo completamente diferente. Comece a jogar com os sentimentos e a paixão que estão chegando dentro de você. Comece a jogar, porque quando você começar a jogar, isso diz ao universo que eu estou pronto para os potenciais da minha criatividade.
E então as oportunidades humanas vêm junto. As oportunidades humanas vêm junto e à medida que você os escolhes e entrar neles e os experimenta, experimentá-los, então é a sua experiência e a sua aventura. A aventura de viver aqui na Terra com amor e consciência, compaixão e permissão. Com essa maravilhosa auto-confiança que diz: "Não há mais julgamento. Eu sou livre para ter essa experiência".
Eu Sou o que Eu Sou, aqui e agora tão apaixonado por mim, e isso é tão bom quanto parece. Eu Sou o que Eu Sou, aqui e agora. Eu criei tudo o que está ao meu redor, e agora eu tenho a alegria de viver isso.
Eu amo muito todos vocês. Adoro observar vocês se amando a si mesmos, e agora saia e peça mais - mais amor, mais consciência, mais confiança, mais permissão.
Namasté. Muito obrigado. Muito obrigado a todos; Namasté.

No hay comentarios.: